quarta-feira, 27 de abril de 2011

Abismo

Para deter tive que fazer escolhas,
Analisar fotos e fatos, retrato
Não em abstrato.
É claro, não mais me calo,
Quem pisou no meu calo?
E antes que seja tarde demais
Preciso pegar com força,
Não desisto, jamais!
Estendi minha mão,
Você não me disse sim,
Também não me disse não.
O que eu penso então?
Uma coisa é certa:
Estarei orando,
Daqui vou puxando,
Uso toda minha força
Para que não caia,
Esse abismo é sem fim.
E quando quiser voltar
Eu estarei bem aqui,
Não vou sair do lugar,
Ainda terá minha mão,
E alguém para te ajudar.

Carola Guimarães

"Quando notares estás à beira do abismo,
Abismo que cavaste com os teus pés" Cartola

Um comentário:

PROGRAMA EM QUALQUER LUGAR disse...

Pow Muito show ...
espero que continue assim
Cada vez melhor...


Bjus !

vai lá no meu blogger em te espero!!!

http://programaqualquerlugar.blogspot.com/