sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Entre os outros e vocês

Uma página em branco ainda faz a minha mente fervilhar de ideias, ou pelo menos fervilhar por ideias. As ideias que já tive, as vontades de fazer diferente, de escrever uma coisa que ninguém nunca escreveu. De combinar palavras, de fazer um texto pra eu reler e reviver. Entre outros poemas, entre outros textos, entre eles e vocês. O ano está quase começando, logo se passa o carnaval...

Carola Guimarães

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Éden

No jardim, moldado do barro.
Feito a imagem do Pai.
Dominando sobre todos do jardim.
Sentia-se só, ainda assim.
Da sua costela, sua companheira.
Juntos, não estariam sós.
Veio-lhes a cobra, feiticeira,
Dando-lhes nós...
Sendo então humano
Não basta ser grande,
Precisa ser o maior.
Para ele: culpa dela.
Para ela: culpa da feiticeira.
Esquecem a essência verdadeira.
Transferem a sua culpa,
Vivem em ganância, enganam-se.
Assim começamos nossa história,
E repetindo-nos a cada capítulo,
Prevalecendo nossos instintos,
O amor se tornando extinto.

Carola Guimarães

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Porta


Eu abri a porta.
Logo, ouvi a Sua voz, doce, suave.
"Sempre estive aqui."
Jantar na mesa,
Vamos conversar?
Tenho tanto a falar...
"Sempre quero ouvir contar..."
Eu fechei os olhos,
Posso te sentir.
Sei, Você sempre esteve aqui.

Carola Guimarães