sábado, 20 de março de 2010

Implicante

Eu sei que sou chata,
Que tenho mil frescuras.
Mas você não me ajuda
Só provoca e me tortura.

Quem? Eu? Implicante?
Agradeça ao meu coadjuvante,
Mexe comigo a cada instante!

As córsegas infinitas,
As reticências de uma briga...
Briga não, discussão.
Quem começou a confusão?
Tanto faz... Quem tem razão?

No mais... Única conclusão:
Esse amor é sem limites,
Não cabe no meu coração.

Carola Guimarães

Um comentário:

Maxmilla Barroso disse...

Eu escrevo bem?
Nao, imagina!
Você escreve melhor
e ainda por cima, rima.
Eu demoro pra escrever,
pois nao tenho paciencia.
Você escreve rapidinho
e com muito mais frequencia.
Eu escrevo besteiras, coisas que penso enquanto faço cocô.
Voce escreve coisas bonitas, alegria, felicidade e amor.

kkkkk

Beijos Carol.